Administrador

Vítor Coelho da Silva

Editor/Coordenador

Luís Carmelo

Editora Adjunta

Cristina Lameiras

Literatura num Minuto

António de Sousa

Escritores residentes

Almeida Faria
Germano Almeida
Gonçalo M. Tavares
Nelson Saúte
Ondjaki
Patrícia Melo
Vítor Burity da Silva

Críticos residentes

Alberto Pucheu
Ana Cristina Leonardo
Eduardo Pitta
João Moreira de Sá
Jorge Reis-Sá
Maria do Carmo Figueira
Maria João Cantinho
Pedro Teixeira Neves
Vasco Graça Moura

Escritores convidados

Adriana Lisboa
Ana Constança Messeder
Carlos Pessoa Rosa
Casimiro de Brito
Cecília Prada
Cristina Carvalho
Eustáquio Gomes
Filipa Melo
Guilherme d’ Oliveira Martins
Henrique Monteiro
João Tordo
Luisa Mellid-Franco
Kátia Gerlach
Manuela Degerine
Mário de Carvalho
Mauro Finatti
Miguel Real
Mónica Marques
Onésimo T. Almeida
Patrícia Reis
Pedro Maciel
Pedro Teixeira Neves
Richard Zimler
Rui Zink
Urariano Mota
valter hugo mãe

Correspondentes

Ana Luísa Simões Gambôa (S. Petersburgo)
José Renato de Almeida (S. Paulo)
Kátia Gerlach (Nova Iorque)
Manuela Degerine (Paris)
Sílvia Chueire (Rio de Janeiro)
Susana Leite (Osnabrueck, RFA)
Vanessa Godinho (Luanda)

Colaborações Literárias

Adelto Gonçalves
António Lobo
António Manuel Pacheco
Carlitos Lima
Daniel Sá
Diana Menasché
Eduardo Bettencourt Pinto
Francisco Rogido
Joana Câmara
Maria João Brinquete
Mauro Finatti
Valdeck A. de Jesus
Vamberto Freitas

Literatura Infanto-Juvenil

Rita Pimenta

Literatura Popular

Maria João Batalha Brinquete
Maria Paula Morgado Sande

Layout e Design

Isa Vasconcelos e Paulo Faustino

Programação e Informática

Paulo Costa

best vitamin c serum . compare motortraders insurance

Sérgio Nazar David – entrevista conduzida por Maria João Cantinho

Sérgio Nazar David é Doutor em Teoria da Literatura (UFRJ, 2001), tendo efectuado um pós-doutoramento (Coimbra, 2006) sob a orientação da Professora Ofélia Paiva Monteiro. É poeta, professor de Literatura Portuguesa (UERJ) e integra, desde 2007, a directoria da Associação Brasileira de Professores de Literatura Portuguesa. É membro da Equipa Garrett, do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra. Publicou Onze Moedas de Chumbo (poesia, RJ, 7Letras, 2001), Freud e a Religião (ensaio, Jorge Zahar, 2003), A Primeira Pedra (RJ, poesia, 7Letras, 2006), O Século de Silvestre da Silva – Vol. I – Estudos sobre Garrett, A. P. Lopes de Mendonça, Camilo Castelo Branco e Júlio Dinis (ensaio, Lisboa, Editora Prefácio, 2007) e O Século de Silvestre da Silva – Vol. II – Estudos Queirosianos (ensaio, RJ, 7Letras, 2007). Organizou a edição crítica de Cartas de Amor à Viscondessa da Luz (Edições Quasi, 2007) e de Correspondência Familiar (Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2012) de Almei…

Malditos Latinos Malditos Sudacas

O livreiro uruguaio Javier Molea chegou a Nova York há alguns anos sem esperar que no seu destino estava abrir um espaço cada vez maior para a literatura íbero-americana na cidade.  Nas prateleiras da livraria McNally & Jackson no Soho, encontram-se livros muitas vezes exclusivos e de pequena tiragem, literatura pura.  Semanalmente, Javier recebe autores para conversas informais assim como lidera leituras de contos em espanhol aos sábados e um encontro mensal no estilo book club sempre regado por vinho argentino ou chileno.  Sobre as cadeiras dobráveis e, por vezes, insuficientes para o número de pessoas presentes, encontram-se poetas, escritores e leitores para discussões descontraídas e fervorosas como pede a cultura latina.  Trazemos ao PnetLiteratura, uma breve entrevista com o meio-ambientalista dos livros e também escritor, Javier Molea:   Qual a receita para a sobrevivência dos livros de papel e da livraria? La única receta es seguir apostando a los principios de u…

Andrea del Fuego: “Tentando ser leve como na primeira vez em que escrevi um texto”

Quais seus planos a curto prazo? Parir tranquila. Escrever livros é um longo trabalho racional, a gestação é fisiológica e não depende da razão, estou vivendo temporariamente uma troca de polaridade.   Quais seus planos a médio prazo? Terminar o próximo romance, tentando ser leve como na primeira vez em que escrevi um texto.   Quais seus planos a longo prazo? Escrever melhor.   Qual erro repetirá? Continuarei a ter medo.   Qual acerto jamais será repetido? Gerar Francisco José.   Acredita que escreverá até o fim da vida? Tenho certeza.   Como você cuida do refluxo criativo? Sim, lendo autores cuja qualidade é inalcançável.   Quanto de você há em seus textos? Tudo o que é possível dizer.   Quanto de você não há em seus textos? O meu cotidiano, aquela repetição que transforma atos delicados em rotina….

Afinal, o Observatorio da Traducao ainda existe!

Que susto! Segundo os meus arquivos, o ultimo artigo e de Abril! Pus-me a pensar e percebi a causa…

Traducao: Etica ou Estetica

Foi este o titulo do Coloquio que teve lugar no passado dia 7 de Marco na Universidade Lusofona, o…

A observar (de novo) a traducao

Reparei que o meu ultimo contributo para o Observatorio da Traducao foi escrito no dia 5 de Outubr…

Ele ha premios…e premios

Ha uma estranha tendencia – pelo menos e o que me parece – em torno dos premios literarios em Port…

Requiescat in pace

Estou zangada. Queria ser tradutora literaria, adoro o meu trabalho, quando estou a traduzir passo…

Mais do que Just Kids

Volto a cronica sobre o livro de Patti Smith, Just Kids (Apenas Miudos, titulo escolhido pela Quet…

Sartoris

Nao e uma nova tendencia de dar a todas as cronicas o titulo de livros. Mas, na sequencia da cronic…

Just Kids

Just KidsFoi publicado recentemente pela Quetzal o livro Just Kids de Patti Smith, traduzido por Jor…